Presidiário ordenou ataque a prédio da polícia em Sobral, diz secretaria da Segurança do CE

Foto: TV Verdes Mares



A polícia identificou o homem suspeito de ser o mandante do ataque ao prédio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) na madrugada de domingo (25), em Sobral, principal cidade da região Norte. O suspeito está preso por tráfico de drogas e roubos em um presídio de Sobral.

O ataque ocorreu na madrugada de domingo (25), quando criminosos arremessaram uma bomba de fabricação caseira contra o prédio da Ciops. A coordenadoria recebeu diversas ligações ao longo do dia com ameaças de novos ataques.

Após a polícia matar três homens que iam lançar uma granada na Secretaria de Justiça na madrugada de sábado (24), cidades do Ceará registraram incêndios a ônibus e ataques a prédios públicos. Uma mensagem contra o bloqueio do sinal de celular em presídios foi deixada em um posto dos Correios na quinta-feira. A polícia investiga os ataques, mas não estabeleceu oficialmente relação entre eles e as mortes ou à instalação de bloqueadores.

Conforme a Secretaria da Segurança, as chamadas telefônicas partiram de um chip cadastrado no nome de José Fábio Alves da Silva Maciel, 36 anos, que está preso na Penitenciária Industrial Regional de Sobral (PIRS). Durante a vistoria na cela do suspeito, os policiais apreenderam drogas e cinco celulares, incluindo o aparelho que originou as ligações.

O major Flávio Dias, da Ciops, afirmou que o preso foi conduzido à delegacia e autuado pelo crime de atentado contra a incolumidade pública. Dias relatou que a Polícia Civil está investigando se o criminoso tem envolvimento com os demais ataques registrados no estado. O homem retornou ao presídio e segue recolhido.

Seis pessoas foram presas até a manhã desta segunda-feira por envolvimento nos ataques.


Fonte: G1 CE