Uma guerra de duas facções deixou quatro mortos em menos de 24 horas na cidade de Juazeiro do Norte, na Região Sul do estado, no Cariri. A sequência de crimes começou na noite de domingo e se estendeu até a noite de segunda-feira, quando a Polícia fez o registro de um tiroteio que deixou dois mortos e dois feridos, entre eles, uma garota adolescente.
A “guerra” entre as facções Guardiões do Estado (GDE) e Comando Vermelho (CV), na periferia da cidade de Juazeiro teria sido a responsável pelo primeiro embate ainda na noite de Domingo de Páscoa, por volta de 20h15, quando José Ariel Roseno Virgínio, 18 anos, foi morto, a tiros, no bairro Pio XII. Ele era conhecido pelo apelido de “Curirim”, e seria membro do CV.
Cerca de 10 minutos depois, veio a vingança da facção rival. No bairro João Cabral, foi assassinado o adolescente Francisco Joênio dos Santos da Silva, 15 anos, que seria, supostamente, integrante da GDE. Os corpos dois jovens apresentavam vários tiros, marca dos crimes das facções.
Duplo
Cerca de 24 horas depois, um duplo assassinato foi registrado na mesma cidade. Dois homens identificados, por Paulo Henrique Gomes Simplício, 21 anos; e Luciano Batista de Oliveira, também com 21 anos, foram atingidos a tiros. O duplo homicídio aconteceu por volta de 21h40, no bairro João Cabral, de acordo com o registro da Polícia Militar. Ambos foram executados com vários tiros de pistola.
Paulo Henrique teve morte imediata. Já o comparsa dele chegou a ser socorrido em uma viatura da Polícia Militar para o Hospital Regional do Cariri (HRC) onde ele morreu pouco tempo depois no setor de Emergência.
Também foram baleados um homem de 34 anos, identificado como Ivanildo dos Santos; e uma garota, adolescente de 15 anos.

Por Fernando Ribeiro


 
Top