Foto: João Marcelo Sena

Na última sexta-feira (4), houve o anúncio de que a Copa América de 2019 terá 12 seleções, com Japão e Catar. No mesmo dia, por vídeo-conferência, o titular da Secretaria do Esporte do Ceará (Sesporte), Euler Barbosa, teve uma reunião com representantes da Conmebol para dar detalhes de segurança, tecnologia e infraestrutura da Arena Castelão tentando ser uma das sedes da competição no País. Há seis cidades definidas: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador e Porto Alegre. A sétima sede ainda estaria entre Fortaleza e Recife.

- Na sexta-feira, tivemos uma vídeo-conferência com o pessoal da Conmebol, com detalhes da Arena Castelão. Estou otimista tanto pela experiência exitosa da Copa do Mundo quanto pelo estado de conservação da Arena. A Arena é muito bem conceituada. Desde julho do ano passado, a gente vem tratando Copa América. Acho que está perto do anúncio oficial. Na verdade, tudo o que vem sendo socilitado a gente está fazendo. Já houve visita técnica da CBF e da Conmebol ao Castelão. Na sexta-feira, afinamos mais alguns detalhes. Já tivemos as definições das seleções. No nosso entendimento, já está como sub-sede (Fortaleza) - declara Euler Barbosa, em entrevista ao GloboEsporte.com/ce, na manhã desta segunda-feira (7).

A Conmebol anunciou que a Copa América de 2019, que será disputada no Brasil, contará com 12 seleções. Além dos 10 países sul-americanos membros da entidade, Catar e Japão, times convidados, também participarão do torneio. A competição será entre os dias 14 de junho e 7 de julho do próximo ano. Segundo Euler Barbosa, os contratos para 2019 da Arena Castelão já estão sendo adequados à Copa América, quando o estádio pode ficar por cerca de um mês sob gestão da Conmebol.

- A gente já está adequando contratos (da Arena Castelão) para o próximo ano, como alimentação e estacionamento. Esses contratos vencem no final de 2018. Na renovação, já fomos orientados a colocar esse hiato de 30 dias quando a Conmebol vai passar a gerir. Como venho tratando há muito tempo, sei que estamos adiantados - completou o secretário.

O projeto inicial da Conmebol era contar com 16 seleções. Com a redução de participantes, a tendência é que menos sedes e estádios sejam utilizados. O plano no começo era que os jogos acontecessem em sete cidades. Agora, a entidade sul-americana quer deslocamentos menores para a competição. O Comitê Organizador Local (COL) tem uma lista de 12 estádios, dos quais seis devem ser escolhidos. Porém, o titular da Sesporte segue esperançoso. Para ele, a implantação do hub aéreo de Fortaleza conta como um ponto positivo para a escolha por Fortaleza, que já recebeu Copa das Confederações, em 2013, Copa do Mundo, em 2014, e Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, em 2015.

- A Copa América gera impacto na economia, no turismo, um evento como esse mexe com o turismo, hotelaria. Estamos bastante empolgados. E há também a divulgação do estado. Com o hub aéreo, a gente acha que vai potencializar - encerra.

Fonte: Globo Esporte

 
Top