Ceará supera meta de cadastro biométrico em 121%, diz TRE


Foto: TSE/Divulgação
O Ceará recadastrou neste ano 769.322 eleitores, 121% a mais do que a meta inicial, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE). Ao todo, no ciclo 2017/2018, o TRE-CE realizou a biometria em 2.886.401 eleitores no estado.

No cadastro biométrico são capturadas as impressões digitais dos dedos das mãos do eleitor, colhida sua assinatura e tirada uma foto. A biometria garante cadastro único, uma vez que cada indivíduo tem impressões digitais exclusivas. Dessa forma, não é possível uma pessoa se passar por outra no momento da votação.

Cerca de 86 milhões de pessoas já foram identificadas por meio da biometria em todo o país, o que corresponde a mais de 58% do total dos eleitores. A previsão era de cerca de 9 milhões de eleitores, mas cerca de 14 milhões compareceram aos cartórios eleitorais para cadastrar de suas impressões digitais. A meta é concluir o cadastro das digitais de todos os eleitores até 2022.

Etapas no Ceará

O cadastro biométrico no estado foi iniciado em 2009, quando foi feito o registro de eleitores do município de Eusébio, na Grande Fortaleza. O processo foi reiniciado quatro anos depois. Em 2013/2014, foram cadastrados os de Juazeiro do Norte, Aquiraz, Crateús, Ipaporanga, Sobral, Alcântaras e Forquilha. Em 2015/2016, foram atendidos outros 54 municípios. Em 2017/2018, outros 67 municípios.

Quem pretende votar nas Eleições Gerais de 2018 teve até o último dia 9 de maio - data de fechamento do cadastro eleitoral - para solicitar à Justiça Eleitoral seu título de eleitor. O prazo também valeu para os eleitores alterarem seus dados cadastrais ou transferirem seu domicílio eleitoral.

Fonte: G1 CE