Concurso da PRF: portaria sai e edital para até 1.000 vagas deve ser lançado nos próximos dias



Publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (15), a portaria 122 que atribui à Polícia Rodoviária Federal (PRF) a competência sobre os procedimentos para a realização do aguardando concurso público até 1.000 vagas. Com o documento, a PRF ganha autonomia para iniciar as medidas necessárias para liberação do edital para o cargo de policial rodoviário federal.

A intenção agora é publicar o documento já nos próximos dias, logo que o nome da banca organizadora for definida. Vale lembrar que a PRF já conta com uma minuta de edital pronta, que vem sendo elaborada desde o final de 2016, e que há possibilidade do certame sair para 1.000 vagas, apesar da autorização em fevereiro último ter ocorrida para apenas 500.

Aposentadoria

A necessidade da Polícia Rodoviária é de 3.000 novos servidores. Mesmo que haja edital autorizado para 500 ou 1.000 oportunidades, a expectativa é grande de novos servidores no cadastro de reserva serem convocados. A estimativa é que, somente este ano, 2.000 servidores se aposentem.

Salário a partir de R$ 9,9 mil

O cargo de policial rodoviário federal exige nível superior, em qualquer área de formação, e - no mínimo - Carteira Nacional de Habilitação categoria "B". A remuneração inicial é de R$ 9.931,57, incluindo auxílio-alimentação.

As vagas devem ser distribuídas, preferencialmente, para os estados do Acre, Amapá, Pará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A minuta do edital já está pronta desde 2016.

Último concurso em 2013

O último concurso público para o cargo de policial rodoviário ocorreu em 2013 e foi organizado pelo Cespe/UnB com prova objetiva, exame discursivo, teste de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social e análise de títulos. A fase objetiva teve 120 questões (50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos).

O conteúdo programático foi formado por conteúdo de:

• língua portuguesa

• matemática

• noções de direito constitucional

• ética no serviço público

• noções de informática

• noções de direito administrativo

• noções de direito penal

• noções de direito processual penal

• legislação especial

• direitos humanos e cidadania

• legislação relativa ao DPRF e física aplicada à perícia de acidentes rodoviários.


Fonte: Diário do Nordeste