Mais da metade das rodovias estaduais e federais do Ceará têm algum tipo de problema, diz pesquisa - Portal Aurora Notícias

Mais da metade das rodovias estaduais e federais do Ceará têm algum tipo de problema, diz pesquisa

Compartilhar


Uma pesquisa divulgada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) mostra que mais da metade (60,6%) das rodovias estaduais e federais do Ceará têm algum tipo de problema. Das 34 estradas analisadas pela CNT, 27 delas têm asfalto regular, ruim ou péssimo.

Já a sinalização apareceu nas mesmas condições em 28 delas. E trafegando pelas rodovias que cortam o estado, não é difícil encontrar os problemas relatados na pesquisa. E a falta de estrutura adequada é um dos fatores pros acidentes. “Buraqueira tem demais. buraqueira, mal sinalizada, animal na pista.”, diz o vendedor Márcio Silva.

Atenção nas estradas

Por isso, que o coronel Ronaldo Silva, comandante do Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual do Ceará (PRE-CE), afirma que o motorista precisa ter ainda mais atenção quando a estrada tiver em condições não tão boas.

“Não se distrair com celular ou rede social. ao todos os passageiros e ao motorista também, ao condutor, utilização do cinto de segurança. é muito importante e ao motociclista o uso obrigatório do capacete.”

Mesmo quem já tá acostumado a andar nas rodovias, sente dificuldade. O caminhão do Carlos Pavi já quebrou várias vezes por causa da estrada. o que aumenta -e muito- o custo da carga. “Aumenta o custo. aumenta tudo. hora de serviço. gera tudo despesa. somando no final é despesa. É pneu, é suspensão, hoje é tudo muito caro de caminhão.”, diz o caminhoneiro.

O motorista José dos Santos teve que parar pelo caminho. Depois que passou por um buraco. O caminhão não funcionou mais. “Não tá com 15 dias que eu vim pra ca, pra esse mesmo posto que quebrou uma mola, bateu também em um buraco e teve que fazer o feixo de mola pra poder seguir viagem também.”, conta o mecânico, José dos Santos.

Investimento em obras

Em nota, o Departamento Estadual de Rodovias informou que de 2015 para cá estão sendo investidos dois bilhões e 800 milhões de reais na restauração, pavimentação e duplicação de estradas.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, que é responsável pelas rodovias federais, informou que só vai se pronunciar depois que o novo superintendente do órgão no Ceará tomar posse. O que está previsto para esta quinta-feira (16).

Fonte: G1 CE