Em oito meses de 2018, 286 adolescentes foram assassinados no Ceará, um a cada 24 horas - Portal Aurora Notícias

Em oito meses de 2018, 286 adolescentes foram assassinados no Ceará, um a cada 24 horas

Compartilhar
Nos primeiros oito meses de 2018 (janeiro a agosto) o Ceará registrou o assassinato de, pelo menos, 286 adolescentes, jovens na faixa etária de 12 a 18 anos incompletos, conforme estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Desse total, 190 foram mortos na Grande Fortaleza, isto é, Capital e Região Metropolitana. Os outros 96 acabaram assassinados no interior.

Na média mensal, foram registrados 35,7 crimes, o que significa um adolescente morto em menos de 24 horas todos os dias no Ceará. A maioria dos crimes envolvendo jovens nesta faixa de idade ocorre na periferia de Fortaleza e na Região Metropolitana, onde é comum no dia a dia da Polícia ocorrência de achados de cadáveres de garotos com marcas de violência.

A matança de adolescentes em Fortaleza neste ano teve um começo emblemático, quando duas irmãs, com idades de 15 e 16 anos foram assassinadas, a tiros, ainda nas primeiras horas da madrugada do dia 1º de janeiro, logo após a virada do ano. O crime ocorreu no bairro Vila Velha, na zona Oeste de Fortaleza, vitimando as irmãs Maria Gabriela e Maria Erilane Lima Costa.

De 1º de janeiro a dia 31 de agosto, dezenas de adolescentes foram assassinados na guerra travada pelas facções criminosas em diversos bairros da Grande Fortaleza. Garotas que se envolveram com o crime acabaram seqüestradas, torturadas e mortas de forma macabra, com esquartejamento e decapitação, a marca de sangue das facções.

Mortes em chacinas

Adolescentes também figuraram na lista das chacinas ocorridas no Ceará nestes oito meses de 2018. Na matança ocorrida na madrugada do dia 27 de janeiro, no bairro Cajazeiras, entre os 14 mortos figuraram duas garotas adolescentes: Mayra Santos da Silva, 15 anos; e Maria Tatiana da Costa Ferreira, 17.

Em outra chacina, ocorrida na madrugada do dia 28 de junho, na zona rural do Município de Quixeramobim, no Sertão Central do Ceará (a 201Km de Fortaleza), uma das três vítimas era uma adolescente, a estudante Débora Mayra do Nascimento de Souza, 16 anos.


Com informações do jornalista Fernando Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário