Fortaleza é derrotado pelo Criciúma fora de casa

O Fortaleza foi até Santa Catarina para tentar surpreender o Criciúma, mas não conseguiu. Em jogo de muitos cartões amarelos e três expulsões, o Tricolor foi derrotado por 2 a 0 em partida válida pela 26º rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Zé Carlos abriu o placar de pênalti e Vitor Feijão fechou a conta.

Na próxima rodada, o Fortaleza encara o Sampaio Corrêa às 21h30min da sexta-feira, 14, no estádio Castelão, em São Luís do Maranhão. Já o Criciúma recebe o Avaí em casa, um dia depois, no sábado, 15, às 16h30min.

O JOGO

Fortaleza que começou assustando, após falta cobrada por Dodô o lateral Tinga mandou de cabeça e viu o goleiro Luiz fazer boa defesa mandando para escanteio. Os primeiros minutos foram de muita pressão do Tricolor com bolas levantadas na área adversária.

Apesar do maior domínio inicial, foi o time da casa que abriu o marcador. Em lance de contra-ataque, Vitor Feijão foi derrubado dentro da área por Jussani e o árbitro assinalou para marcada cal. Na cobrança, Zé Carlos bateu no canto e converteu. Com a vantagem no marcador, os donos da casa cresceram e começaram a assustar o Fortaleza.

O Tricolor sentiu o gol tomado e teve muita dificuldade para colocar o ritmo de jogo como no começo, tendo que optar pelos chutes de longe que não levaram nenhum perigo a meta do goleiro adversário. A partida continuou movimentada e o Fortaleza só veio chegar com perigo aos 40 minutos quando Dodô enfiou a bola para Bruno Melo dentro da área que chutou cruzado e assustou a defesa adversária. O primeiro tempo terminou com os catarinenses vencendo por 1 a 0.

Na segunda etapa, o Fortaleza voltou disposto a ir em busca do empate e tentou impor o ritmo da partida assim como fez no começo do primeiro tempo. Com organização e encontrando espaços, aos 11 minutos o Tricolor quase empata a partida após Felipe achar um belo passe para Dodô, que mal na partida, poderia dominar e mandou de cabeça sem força nenhuma.

Em um lance fora de lance. Igor Henrique disputou a bola com Vitor Feijão e o árbitro entendeu como falta. O atleta Tricolor que já tinha cartão amarelo, tomou o segundo e foi expulso. Com um a menos, o técnico Rogério Ceni não abriu mão da ofensividade e sacou Marcinho e Gustavo que não estavam bem no jogo e colocou Romarinho e Éderson. O panorama não mudou muito, enquanto o Tricolor tentava infiltrar mas sem efetividade.

Ainda deu tempo de Jean Mangabeira ser expulso pelo lado do time da casa e Pablo pelo Fortaleza. Fato que influenciou no jogo, porque Vitor Feijão após contra-ataque pegou a defesa Tricolor exposta e ampliou o marcador. A partida terminou com a vitória do Criciúma pelo placar de 2 a 0 no estádio Heriberto Hülse.

Fonte: O Povo / Foto: Ulisses Job