Mulher é morta a tiros no Mutirão; e acusado de tráfico de drogas no Alto da Penha em Crato

Duas pessoas foram mortas a tiros em Crato-CE, num intervalo de pouco mais de nove horas. A primeira ocorrência aconteceu por volta das 19h50min, na Rua Bruno de Menezes, Alto da Penha. O preso da justiça que se encontrava em sem regime de prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica, Raimundo Nonato Candido de Lima, que no próximo dia 24 estaria completando 30 anos de idade e residia nas imediações de onde ocorreu o crime foi morto a bala.

A policia ao chegar no local do ocorrido, tomou conhecimento através de populares de que a vítima teria sido surpreendida por dois desconhecidos que chegaram caminhando e efetuaram quatro disparos de arma de fogo contra Raimundo, acertando um no abdômen. Ele foi socorrido pelo SAMU ao Hospital São Francisco em Crato faleceu horas depois. A Ciops Crato informou que Raimundo tinha passagens policiais por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Já por volta das 05 horas de hoje, uma mulher de 37 anos morreu ao ser baleado no Conjunto Nossa Senhora de Fatima, o “Mutirão da vida”. A vendedora Rogéria Alves Lima foi morta com vários tiros na região da cabeça no interior de sua própria sua residência na Rua Antonio Carlos Judim, 31. Durante o tiroteio o namorado de Rogéria, o tratador de cavalos José Elson Moreira da Silva, de 32 anos que reside na Rua Raimundo Pedro Vilar, n° 319 no bairro Mutirão saiu baleado na perna direita.

A policia apurou que o casal estava em casa quando dois homens desconhecidos e encapuzados chegaram em uma motocicleta Honda Bros, bateram à porta dizendo ser policiais, ao entrar na residência e com armas de fogo em punho levaram a filha da vítima fatal, Ingrid Lima Alves para um dos quartos, em seguida Rogéria e Jose Elson foram levados para o quintal onde executaram a mulher e depois baleado o homem que socorrido ao hospital São Francisco de Crato.

Nos dois casos, apesar das diligências realizadas pela policia nenhum suspeito foi preso até o fechamento dessa matéria. Os corpos de Raimundo Nonato e Rogéria Alves foram encaminhados ao núcleo de ciências forense do cariri, em Juazeiro do Norte para serem necropsiados e posteriormente entregues aos familiares para providenciarem os sepultamentos. Com o registrado desse dois homicídios subiu para três casos dessa modalidades de crime neste mês de setembro em Crato e 33 no decorrer de 2018.

Fonte: Caririceara