Número de vítimas de homicídios no Ceará ultrapassa três mil casos, segundo SSPDS

O número de pessoas mortas por homicídios, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios no Ceará somam três mil vítimas, segundo o secretário estadual da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa. O titular da pasta divulgou, na tarde desta quarta-feira, 5, novo balanço de mortes por crimes violentos letais intencionais (CVLIs) no Estado. Ao todo, foram registradas 3.110 vítimas entre janeiro e agosto deste ano.

Apesar dos número alarmantes, a SSPDS aponta que há redução nos índices. Agosto, por exemplo, se consolida como quinto mês consecutivo em que há diminuição. No último mês, segundo Costa, foram registrados 352 mortes por CVLIs. A redução é de 30%, se comparado ao mesmo período do ano passado. Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) liderou a queda, alcançando 32,8% de redução.

Somente na Região Norte do Estado foi registrado aumento de crimes do tipo em agosto, passando de 69 para 77 casos (11% de crescimento).

Janeiro-Agosto

Comparado aos oito primeiros meses do ano passado, a queda é de 3,8%. A Capital foi o lugar do Estado onde mais diminuiu a incidência de crimes violentos. Enquanto, em 2017, foram registrados 1.258, em 2018 foram 1.037. A redução é de 17,6%.

Roubos e Furtos

SSPDS também anunciou redução nos crimes contra patrimônio. Roubos e furtos tiveram queda de 20%. Os casos de roubos de cargas, veículos, residências, bancos e ações que restringiram a liberdade da vítima caíram pouco mais de 30%.

Com informações do repórter Lucas Barbosa / O Povo