Acusado de matar homem em Aurora é preso pela Polícia Civil na cidade de Juazeiro do Norte

Com informações e foto da Polícia Civil
Ação conjunta de Policiais Civis do núcleo de combate ao tráfico de drogas em Juazeiro e da Delegacia Municipal de Aurora resultou no cumprimento de mandado de prisão temporária em desfavor de José Douglas Ferreira da Silva, por envolvimento no homicídio de Antônio Ferreira de Lima, ocorrido no dia 03 de janeiro de 2017 no município de Aurora.

A prisão do suspeito ocorreu na manhã desta quarta-feira (10), por volta das 07:30hrs, na Rua João Paulo I n°309, Bairro Timbaúbas, em Juazeiro do Norte.

De acordo com as investigações, a motivação do crime foram desavenças familiares que resultaram no planejamento do homicídio, tendo em vista que a vítima é tio do acusado.

Logo em seguida ao término do prazo eleitoral que impede prisões preventivas por até 48hrs após as eleições, a Polícia empreendeu diligências para prender o investigado ao amanhecer do dia.

O preso foi apresentado na delegacia regional de Juazeiro do Norte e posteriormente encaminhado para comarca de Aurora, onde permanecerá à disposição da justiça.

José Douglas já havia sido preso no dia 19 de setembro deste ano, após ser flagrado na posse de uma arma de fogo do tipo revólver calibre 32 mas foi solto após pagamento de fiança.

Relembre o caso

O agricultor Antônio Ferreira de Lima, que residia na Rua Marica Leite, Bairro Araçá, em Aurora, morreu ao ser baleado no dia 3 de janeiro, por volta das 05h40min, quando trafegava guiando sua motocicleta Honda, de cor vermelha por uma estrada carroçável que liga a sede daquele município ao sitio Malhada Funda.  Foi verificado pelos policiais e equipe da perícia forense que na cintura do falecido se encontrava um revólver calibre 38 contendo seis munições intactas, como também em um dos bolsos das vestes foram encontradas mais seis munições intactas do mesmo calibre da arma.

Antônio Ferreira respondia na justiça local, por um crime de morte ocorrido no ano de 2004 m Aurora, que teve como vítima um sobrinho dele.

A Polícia Civil dispõe de ferramentas interativas para o recebimento de denúncias e conta com o apoio da população para o combate efetivo ao crime.

Todos os canais de contato encontram-se disponíveis:

Fixo: (88) 3543-1832.

WhatsApp: (88) 99983-0771.