Fortaleza empata com a Ponte Preta no Castelão, mas pode garantir acesso no próximo jogo

Foto: Julio Caesar/O POVO

Não foi como o torcedor tricolor queria, mas o empate do Fortaleza com a Ponte Preta em 1 a 1 na noite desta sexta-feira, 26, no Castelão, foi suficiente para dar condição ao Leão de confirmar o acesso para a Série A matematicamente já na próxima rodada.

Diante do Atlético Goianiense, no próximo sábado, 3, uma vitória pode carimbar a vaga do Leão na elite, caso Vila Nova e Londrina não ganhem não ganhem na mesma rodada. Ambos jogam antes do Fortaleza, o que significa que o Tricolor saberá momentos antes do fim da partida se o acesso será possível em Goiânia ou não.

A condição podia ser melhor, se o Leão tivesse batido a Macaca em casa. Depois que André Luís abriu o placar aos 17 minutos do segundo tempo e Marcinho empatou aos 21, O Leão teve mais possibilidades de gol que o adversário, mas não converteu em gols.

Apesar da vitória não ter vindo, os mais de 50 mil torcedores presentes no Castelão aplaudiram o Fortaleza ao fim da partida. O jogo entre Fortaleza e Atlético-GO está marcado para o dia 3 novembro (sábado), as 17h, no estádio Antônio Acioly, em Goiânia. 

FICHA TÉCNICA

Fortaleza 1x1 Ponte Preta
Local: Arena Castelão, em Fortaleza
Data: 26 de outubro de 2018, sexta-feira
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Assistentes: Diego Carvalho Silva (RJ) e Daniel de Oliveira Alves Pereira (RJ)
Cartões amarelos: Diego Jussani, Bruno Melo e Felipe (FOR); Roberto (PON)
Gols: FORTALEZA: Marcinho, aos 20 minutos do 2º Tempo; PONTE PRETA: André Luis, aos 17 minutos do 2º Tempo
Publico pagante: 50.165
Não pagante: 791
Total: 50.956
Renda: R$ 950.869

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Tinga, Ligger, Diego Jussani e Bruno Melo; Nenê Bonilha (Derley), Felipe e Dodô (Romarinho); Wilson (Ederson), Marcinho e Gustavo Henrique. Técnico: Rogério Ceni

PONTE PRETA: Ivan; Ruan, Renan Fonseca, Reginaldo e Danilo Barcelos; Nathan, André Castro (Paulinho), Tiago Real (Murilo Henrique) e Matheus Vargas (Roberto); André Luis e Júnior Santos. Técnico: Gilson Kleina

Fonte: O Povo