Mais de 40 milhões de brasileiros não votaram nestas eleições; abstenção atinge 20,3% - Portal Aurora Notícias

Mais de 40 milhões de brasileiros não votaram nestas eleições; abstenção atinge 20,3%

Compartilhar
Foto: Cadu Rolim

Juntando votos nulos, brancos, e abstenções, foram 40 milhões de eleitores que não votaram em nenhum candidato ao pleito deste ano. Quase 30 milhões de eleitores não compareceram às urnas neste domingo (7), segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O nível de abstenção, de 20,3%, é o mais alto desde as eleições de 1998, quando 21,5% do eleitorado não votou.

Em São Paulo, o maior colégio eleitoral do país, o índice de abstenção também subiu, dois pontos percentuais, em relação ao último pleito, passando de 19,5% para 21,5%. Em número de eleitores, isso representa mais de 850 mil pessoas, de 6,2 milhões em 2014 para 7,1 milhões este ano.

Em 1994, o percentual havia sido ainda maior: 29,3%, o que significa que 1 em cada 3 eleitores aptos não compareceram. A abstenção tem crescido desde 2006. Na ocasião, 16,8% dos eleitores não votaram. Quatro anos depois, o índice subiu para 18,1%, e chegou aos 19,4% nas eleições presidenciais passadas, em 2014.

Em número de eleitores, a porcentagem desse ano representa 29,9 milhões de pessoas. No primeiro turno de 2014, 27,7 milhões de votantes se abstiveram do voto.

Dos 26 estados, mais o Distrito Federal, o Mato Grosso aparece com o maior índice de abstenção, com 24,6%. Isso significa que 1 em cada 4 eleitores aptos a votar não votaram.

Na direção oposta, o estado com o menor número de abstenções foi Roraima, 13,9%. Veja o índice por estado:

Paraná – 17%
Rio Grande do Sul – 18,1%
Santa Catarina – 16,3%
Espírito Santo – 19,3%
Minas Gerais – 22,2%
Rio de Janeiro – 23,6%
São Paulo – 21,5%
Distrito Federal – 18,7%
Goiás – 20,2%
Mato Grosso – 24,6%
Mato Grosso do Sul – 21,2%
Alagoas – 22,6%
Bahia – 20,7%
Ceará – 17,3%
Maranhão – 20,5%
Paraíba – 15%
Pernambuco – 17,9%
Piauí – 15,7%
Rio Grande do Norte – 17,1%
Sergipe – 18,8%
Acre – 19%
Amapá – 16,7%
Amazonas – 19,4%
Pará – 20%
Rondônia – 22,3%
Roraima – 13,9%
Tocantins – 20%

Fonte: Portal Badalo e G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário