Outubro registrou um assassinato de mulher a cada 24 horas no Ceará. No ano, já são 397 crimes

Trinta e uma mulheres foram assassinadas no Ceará no mês de outubro, o que representa um crime de morte do gênero a cada 24 horas no estado. No acumulado do ano, já foram registrados 397 casos. Os três mais recentes ocorreram entre a tarde de terça-feira (30) e a noite de ontem (31). Entre as vítimas, uma mulher de 32 anos que foi executada com cerca de 15 tiros de pistola, dentro de casa.

O crime ocorreu na noite desta quarta-feira (31) em uma residência localizada na Rua Doutor Atualpa, no bairro Elleri, na zona Oeste da Capital. Segundo a Polícia, dois bandidos armados com pistolas pularam o muro dos fundos do imóvel e foram até um dos quartos, onde descarregaram suas armas de fogo, matando uma mulher identificada como Karla Claudiana de Amorim Cabral, 32 anos, mãe de dois filhos.

Ela era conhecida como “Karla Sereia” e teria envolvimento com o tráfico de drogas no bairro. Era também “batizada” pela facção criminosa Comando Vermelho (CV) e estava ameaçada de morte desde o mês passado, quando foi seqüestrada por inimigos de uma facção rival. A mulher passou seis horas em cativeiro e só saiu viva de lá graça a uma informação que mobilizou a Polícia. Desde então, evitava sair de casa.

Outros casos

Ainda ontem, por volta do meio-dia, outra mulher foi morta. Desta vez, o crime ocorreu no bairro Parque Soledade, no Município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A vítima, uma jovem, ainda não identificada, foi morta com vários tiros na calçada de uma residência.

Na tarde de terça-feira, uma mulher, identificada como Maria Antônia da Paixão, 43 anos, foi morta a tiros dentro de casa, na localidade de Vila das Marrecas, na zona rural do Município de Tauá, na Região dos Inhamuns (a 337Km de Fortaleza).

Com informações do jornalista Fernando Ribeiro