Senado contrata ateliê de arte por R$ 8,2 mil para pintar retrato em óleo sobre tela de Eunício Oliveira

O Senado assinou nesta segunda-feira (5) um contrato, no valor de R$ 8,2 mil, com um ateliê de arte do Distrito Federal para confeccionar um retrato em óleo sobre tela do presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB-CE). A obra será exposta na galeria de ex-presidentes do Senado no período da República, localizada no museu da Casa.

O contrato foi publicado nesta terça-feira (6). Ainda não há previsão de quando o retrato do atual presidente do Senado será instalado na galeria.

A confecção das telas em óleo é uma tradição no Senado. Todos os retratos exibidos na galeria do museu da Casa foram pintados em telas.
Galeria de retratos oficiais de ex-presidente do Senado
Foto: Gustavo Garcia, G1

Derrotado em outubro na tentativa de reeleição para o mandato de senador, Eunício assumiu o comando da Casa em 2017 e ficará na função até o fim de janeiro de 2019. Como foi derrotado nas eleições deste ano, não poderá disputar a reeleição para a presidência do Senado no próximo ano.

O contrato firmado com o ateliê de arte prevê que a tela do senador cearense terá 40 centímetros de largura por 50 centímetros de altura. Além disso, a empresa contratada deverá emoldurá-la, segundo padrão aplicado aos retratos dos demais ex-presidentes do Senado.

Conforme o documento, o gabinete de Eunício fornecerá fotografias do parlamentar que serão utilizadas pelo artista contratado para retratar a imagem do emedebista.

A empresa contratada terá até 60 dias, a partir da entrega das fotografias, para apresentar uma versão da tela para análise da direção da Casa. Segundo o contrato, o Senado poderá propor ajustes na pintura no prazo de 10 dias úteis corridos. O contrato prevê ainda que e empresa dê garantia de 90 dias para a obra.

Galeria de ex-presidentes

Esta não é a primeira vez que esse ateliê é contratado pelo Senado para confeccionar retratos de presidentes da Casa. Em 2017, o Senado pagou R$ 6,9 mil por uma tela do ex-presidente Renan Calheiros (MDB-AL).

Galerias de ex-presidentes são comuns nos prédios dos Três Poderes, em Brasília. No entanto, no Executivo e no Judiciário as galerias são de fotografias, e não de telas pintadas em óleo.

No Palácio do Planalto, por exemplo, são expostas fotografias de ex-chefes do Executivo. O Supremo Tribunal Federal também tem uma galeria de fotografias de ex-presidentes do tribunal que fica disposta ao longo de um túnel subterrâneo que liga um dos anexos ao prédio principal da Corte.

Fonte: G1