Corpos da família morta em tentativa de assalto no Ceará são velados em Pernambuco

Familiares e amigos se despedem de vítimas de assalto a agência bancária no Ceará (Imagem: TV Jangadeiro)

Os cinco corpos da família morta em tentativa de assalto a agências bancárias em Milagres, no Ceará, são velados neste sábado (8), em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco.

O pai João Batista Campos Magalhães, de 49 anos, e o filho Vinícius de Souza Magalhães, de 14 anos, foram vítimas da ação criminosa.

Cícero Tenório dos Santos, de 60 anos, Claudineide Campos de Souza Santos, de 41 anos, e Gustavo Tenório dos Santos, de 13 anos, também foram mortos.

O velório acontece desde o início deste sábado, em uma funerária particular no Centro de Serra Talhada.

Claudineide era cunhada de João Batista e passaria o Natal junto à família em Serra Talhada. Quando o crime aconteceu, os cinco voltavam do Aeroporto de Juazeiro do Norte, onde Cícero, Claudineide e Gustavo desembarcaram de um voo com origem em São Paulo.

Eles estavam a caminho da cidade pernambucana quando teriam sido reféns pelos bandidos e mortos em tiroteio. Outra refém, Francisca Edneide da Cruz Santos, de 49 anos, natural de Brejo Santo, no Ceará, também foi vítima da ação.

Sepultamento

João Batista e Vinícius serão sepultados em Serra Talhada. Os corpos da cunhada de João, o marido e o filho serão sepultados nesta tarde, em São José de Belmonte, cidade localizada a 60 quilômetros de Serra Talhada.

O repórter Abraão Ramos, da TV Jangadeiro/SBT, acompanha o caso:

Vídeo: TV Jangadeiro 

O caso

Um grupo fortemente armado chegou à cidade durante a madrugada e tentou atacar duas agências bancárias. De acordo com informações preliminares levantadas pela inteligência e que serão aprofundadas durante o inquérito da Polícia Civil, os assaltantes renderam pessoas que passavam pela BR-116 e levaram os reféns até os bancos.

O grupo utilizou um caminhão para bloquear o acesso dos carros na rodovia. As viaturas do BPChoque entraram na cidade e, ao se posicionar próximo ao banco, se depararam com a ação criminosa em andamento. Houve troca de tiros entre suspeitos e os profissionais de segurança.

Durante o tiroteio, cinco criminosos foram baleados e vieram a óbito no local; outros dois foram atingidos por disparos, socorridos e morreram em unidades hospitalares. O oitavo suspeito morreu em outro confronto com a Polícia no município de Barro. Além dos criminosos, seis reféns foram feridos e morreram.

Fonte: Tribuna do Ceará