Depois de chuvas no Cariri, Rio Salgado, que abastece o Castanhão, começa a receber água

O volume das águas que escorrem pelo leito do rio ainda é bem pequeno.
(Foto: Franzé D Aurora)
                   
Por Henrique Macêdo – Redação Aurora Notícias
                   
Aurora - Depois das últimas chuvas caídas na região do Cariri, antes do início oficial da quadra chuvosa, período em que geralmente as precipitações ficam concentradas, o Rio Salgado, no município de Aurora, que abastece o Açude Castanhão, em Fortaleza, começou a receber água. O volume das águas que escorrem pelo leito do rio ainda é bem pequeno, mas, a nova paisagem atrai olhares e a atenção de todas as pessoas que por ali trafegam.

A nova paisagem atrai olhares e a atenção de todas as pessoas que por ali trafegam.
(Vídeo: Júnior Kariri)

Há pouco tempo, condutores de veículos e transeuntes que passavam sobre a ponte de um dos principais cartões postais da cidade, se deparava com um cenário totalmente oposto, quando o rio agonizava devido à falta de chuva.

Há pouco tempo, o Rio Salgado agonizava devido à falta de chuva.
(Foto: Arquivo/Henrique Macêdo)

Hoje, no local, há uma grande concentração de plantas aquáticas, resultado de um processo de eutrofização. A principal causa para o surgimento dessa vegetação é o excesso de nutrientes, nitrogênio e fósforo.

No leito do afluente, há uma grande concentração de plantas aquáticas.
(Foto: Júnior Kariri)

Rio Salgado

O Rio Salgado, que é um dos afluentes do Rio Jaguaribe, tem um percurso de aproximadamente 308 km. Ele nasce na Serra do Araripe, no distrito de Lameiro, Município de Crato, com o nome de Rio da Batateira. Sua bacia hidrográfica está espalhada pelas cidades de Icó, Cedro, Umari, Baixio, Ipaumirim, Várzea Alegre, Lavras da Mangabeira, Granjeiro, Aurora, Caririaçu, Barro, Juazeiro do Norte, Crato, Missão Velha, Barbalha, Jardim, Penaforte, Milagres, Abaiara, Mauriti, Brejo Santo, Porteiras e Jati.

Em Aurora, o Rio Salgado tem um percurso de aproximadamente 42 km, sendo abastecido, na margem direita, pelos riachos dos Cavalos, das Antas, os rios Cuncás, Pendência, Areia e Titi. Na Serra da Várzea Grande, os riachos do Pau Brando e Bordão de Velho descem até ele. Já pela margem esquerda, recebe águas do Rio Carás, Rio Jenipapeiro I e dos riachos do Meio, do Juiz, São João, dos Mocós, da Caiçara e Jenipapeiro II.

Prognóstico das chuvas para 2019

De acordo com Meiry Sakamoto, meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as condições do Oceano Pacífico sinalizam a possibilidade de El Niño fraco a moderado, desta forma minimizando a expectativa de chuvas abaixo da média no Ceará em 2019.

O prognóstico oficial da Funceme será divulgado no dia 18 de janeiro. 

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do Portal Aurora Notícias no (88) 99799-9345.