Região do Cariri registra chuva de até 110 milímetros

Triângulo Crajubar na manhã deste sábado (8). 
Trânsito ficou complicado — Foto: Agência Diário

Municípios do Cariri voltaram a registrar chuvas no intervalo entre as 7h desta sexta-feira (7) e as 7h deste sábado (8), conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

As maiores precipitações da região foram em Milagres (110 milímetros), Missão Velha (60 milímetros), Porteiras (58 milímetros), Crato (52 milímetros), Barbalha (41 milímetros) e Juazeiro do Norte (40 milímetros). Os dados do intervalo das últimas 24 horas ainda são parciais e devem ser atualizados o longo do dia.

Houve também precipitações nos municípios de Lavras da Mangabeira (37 milímetros) e Várzea Alegre (21 milímetros). Outras regiões do estado também receberam chuvas como Santa Quitéria (Região Norte do Estado) com 51 milímetros, Ipaumirim (Centro-Sul) com 45 milímetros e Ipueiras na Região da Ibiapaba com 38 milímetros.

Com as precipitações das últimas 24 horas ruas e avenidas ficaram inundadas. Avenida Leão Sampaio que liga Juazeiro do Norte e Barbalha ficou cheio de água. Trânsito ficou complicado.

Canal do Rio Granjeiro, Crato - Foto: Agência Diário 

O Canal do Rio Granjeiro, que fica no Crato ficou cheio. E o Triângulo Crajubar que liga os municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, também ficou comprometido por causa do acúmulo de água.

Maiores chuvas por Municípios no dia:





Previsão para os próximos dias

Segundo a Funceme, as chuvas ocorrem pois os sistemas indutores de precipitações - Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) e o Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) - continuam interagindo e provocando nebulosidade. Ambos os sistemas são comuns neste período.

Para o sábado (8) e o domingo (9), a Funceme indica nebulosidade variável com eventos de chuva em todas as regiões cearenses, porém, sem distribuição regular e contínua em todos os municípios.

Apesar da previsão realizada para os próximos dois dias, a instituição recomenda o acompanhamento das atualizações por meio do site da Funceme e/ou através dos aplicativos como o Funceme Tempo, disponível gratuitamente para Android e iOS.

Fonte: G1 CE