Laudo da Pericia Forense aponta causa indeterminada para morte de aurorense em piscina no Barro

O exame cadavérico não confirmou fratura no pescoço 
como causa da morte do operário aurorense. – Foto: Redes sociais

Por Henrique Macêdo – Redação Aurora Notícias

Aurora - O laudo do Núcleo da Perícia Forense na Região Sul do Estado, em Juazeiro do Norte, apontou como "indeterminada" o motivo da morte do operário aurorense Cícero Célio de Sousa, de 35 anos de idade.

No domingo (5), por volta das 13h, o operário estava com amigos no balneário "Chic", no bairro Catolé, em Barro, quando mergulhou numa piscina, ficando submergido por alguns minutos. Os companheiros ao perceberem o afogamento, resgataram Cícero. O aurorense foi socorrido para o Hospital Municipal Santo Antônio, em Barro, com suspeita de ter quebrado o pescoço, no entanto, o exame cadavérico na Perícia Forense (Antigo IML) não confirmou a fratura, desta forma, ficando como causa "indeterminada".

O corpo de Cícero foi sepultado no cemitério local na manhã desta terça-feira (8). Ele foi velado em sua residência no bairro Araçá, em Aurora.

Faça o Aurora Notícias conosco, envie sugestões de reportagens através do WhatsApp (88) 99799 9345.