Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Vídeos

TV Diário do Sertão

Mais Acessadas

Pesquisar

No Ceará, fim de semana terá chuvas passageiras e céu predominantemente entre claro e parcialmente nublado

Sertão Central e Inhamuns, com possibilidade nas demais. 
De hoje até domingo, a faixa litorânea terá chuvas passageiras 
(Foto: Marciel Bezerra)

O último fim de semana do mês de janeiro no Ceará inicia-se com previsão de chuvas passageiras e predominância de céu entre parcialmente nublado e claro em maior parte do Estado, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Com poucas nuvens sobre o território do Estado nesta sexta-feira (25), a Funceme indica nebulosidade variável com chuvas isoladas na faixa litorânea, na Ibiapaba, no Cariri, no Sertão Central e Inhamuns, com possibilidade nas demais.

Para o sábado o cenário é semelhante. Já para o domingo, os resultados de modelos e análise das condições atuais indicam apenas precipitações isoladas no litoral, na macrorregião do Cariri e céu parcialmente nublado nas outras áreas do Estado.

Redução das chuvas

Após um início de mês chuvoso, a redução das chuvas tem se dado, principalmente, pela atuação da Oscilação 30-60 dias, que se apresenta como um distúrbio atmosférico se deslocando de oeste para leste, na região tropical e em torno do globo, num período entre 30 e 60 dias. Esta oscilação tem uma fase convectiva (com chuvas), e outra de supressão de precipitação.

“Ele é um sistema intrasazonal que, mesmo durante a estação chuvosa, pode interferir de forma negativa, impedindo a formação de chuvas mais intensas”, explica o meteorologista da Funceme, Raul Fritz.

Balanço

Na manhã de hoje, a chuva passageira registrada em Fortaleza esteve associada à atuação de uma brisa terrestre que, em suma, pode ser entendida como a dispersão de ventos em direção ao mar quando este encontra-se com uma área de baixa pressão.

No intervalo entre as 7h desta quinta (24) e as 7h de hoje, balanço parcial indica precipitações em cerca de 20 municípios, sendo os maiores acumulados em General Sampaio (31 mm) e Jaguaruana (20,4 mm).

Fonte: Funceme

Ceará

Comentários