Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Vídeos

TV Diário do Sertão

Mais Acessadas

Pesquisar

Tribunal de Justiça do Ceará nega recurso apresentado por defesa de réus que espancaram jovem de apenas 15 anos em Farias Brito

Ilustração/RR Interativo

O Tribunal de Justiça do Ceará, julgou na tarde desta quarta-feira (30), o recurso apresentado pela defesa dos réus Francisco Ferreira Alencar (Pipi) e João Bezerra Oliveira. Ambos, acusados de agressão e extrema violência contra um jovem de apenas 15 anos, em Abril de 2017, na serra do Quincuncá, distrito da Cidade de Farias Brito.

O recurso apresentado e julgado no Tribunal do Júri do município de Farias Brito, tinha como embasamento a não necessidade dos réus serem levados ao Júri Popular em seu julgamento final.

Segundo consta nos laudos, a motivação do crime teria sido uma briga entre os réus e o pai da vítima, que é funcionário público municipal. O mesmo teria reclamado que Francisco Ferreira (Pipi) e João Bezerra, estariam degradando a quadra do colégio onde o pai da vítima era vigia.

Horas após a discursão, Pipi e João, foram até a casa do vigia e ao notarem que o mesmo não estaria, começaram a espancar seu filho de 15 anos de idade com iniciais, J.D, que estava na residência.

Os dois réus, haviam apresentado recurso, visando não serem submetidos ao julgamento pelo Júri popular de Farias Brito, contudo, na tarde de ontem o Tribunal de Justiça confirmou a negação do recurso e ainda nos próximos meses os réus irão à Júri Popular.

Fonte: BoletimCariri

Cariri

Comentários