Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Vídeos

TV Diário do Sertão

Mais Acessadas

Pesquisar

Gêmeas retornam ao Ceará após cirurgia para separação de cabeças

Gêmeas agora serão acompanhadas por médico Eduardo Jucá.
Foto: Fabiane de Paula

Cinco meses após a quinta cirurgia para separação das gêmeas Maria Ysadora e Maria Ysabelle, de dois anos e meio, as bebês desembarcaram no início da tarde desta sexta-feira (29), no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. Elam foram submetidas ao procedimento inédito no Brasil no dia 27 de outubro do ano passado.

Considerada de alta complexidade, a última intervenção durou cerca de 20 horas e envolveu a desconexão da parte dos cérebros unida, assim como a reconstrução da calota, pele e meninge.

“A gente conseguiu essa vitória. Vai ser um longo período de reabilitação, mas se Deus quiser vai dar tudo certo. A sensação é muito boa, de dever cumprido, de sonho realizado”, comemora o pai das crianças Diego Farias, que antecipou à reportagem do Sistema Verdes Mares a programação dos próximos dias. “A gente vai ver a família, passear um pouco com elas e ir à praia”.

Alta

As gêmeas tiveram alta médica do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP), onde eram acompanhadas por 30 profissionais, no dia último dia 7 de dezembro. Contudo, o retorno à terra natal foi adiado porque elas apresentaram um problema na cicatrização pós-cirúrgica.

Conforme o neurologista responsável pela transferência das crianças, Eduardo Jucá, elas têm evolução positiva no quadro clínico, o que trouxe ainda mudanças não só para a família, mas também para os médicos. “É uma família que volta para casa depois de um grande exemplo de superação. Nós que participamos aprendemos muito em termos de planejamento e trabalho em equipe”.

Maria Ysadora e Maria Ysabelle residem em Pacatas, distrito de Aquiraz, distante 32 Km de Fortaleza. Elas foram acompanhadas cerca de dois anos por uma equipe multidisciplinar do Hospital das Clínicas.

Diário do Nordeste

Ceará

Jurídico

Comentários