Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Vídeos

TV Diário do Sertão

Mais Acessadas

Pesquisar

Médico suspeito de atirar pedra em bebê no Crato (CE) é detido pela policia em restaurante de Juazeiro por descumprir medidas impostas pela justiça

Foto: Redes sociais 

O médico Alcides Muniz Gomes de Matos Filho foi detido e conduzido pela policia a 20ª DRPC de Juazeiro do Norte neste domingo (10), ao ser localizado em um restaurante no bairro Lagoa Seca, suspeito de descumprir medidas impostas pela justiça. Ele foi preso em Crato, na manhã da quinta-feira (28/02), suspeito de ter atingido por uma pedra em um bebê de 11 meses durante uma briga com pai da criança, e teve alvará de soltura expedido na segunda-feira (4/03) por determinação do desembargador Durval Aires Filho, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). O magistrado determinou o relaxamento da prisão com a aplicação de medidas cautelares como o monitoramento eletrônico por tornozeleira.

O caso

O bebê foi atingido na cabeça por uma pedra durante uma discussão entre o médico e o pai da criança, que é ex-funcionário do suspeito e cobrava uma dívida com o ex-patrão. Em depoimento na Delegacia Regional do Crato, o pai disse que foi com a esposa e o filho a uma propriedade para fazer uma cobrança no valor aproximado de R$ 1 mil, referente a serviços prestados ao suspeito, que além de médico também é empresário. Os dois acabaram discutindo por causa da dívida e entraram em luta corporal.

O pai da criança relatou que o médico o espancou com um pedaço de madeira. Ele então reagiu, ferindo o suspeito com um canivete. Ao ver a discussão, a esposa da vítima aproximou-se dos dois com a criança nos braços.

SAIBA MAIS

Foi quando, ainda conforme o depoimento, o médico atirou uma pedra na mulher e o objeto acabou atingido a cabeça do bebê. Quando o pai da criança virou as costas para socorrer o filho, foi atingido nas costas por uma paulada e um choque de teaser elétrico.

O pai da criança conseguiu correr para o veículo com a mulher e o filho. Eles foram para o Hospital São Camilo do Crato. A criança em seguida foi transferida ao hospital Santo Antônio, em Barbalha, onde ficando hospitalizada, aguardando exames(tomografia, etc). Após exames, o hospital confirmou que o bebê sofreu traumatismo.

De acordo com o delegado Diogo Galindo, da Delegacia Regional do Crato, o médico deve responder por lesão corporal grave (contra a criança) e tentativa de homicídio (contra o pai).

Fonte: Caririceara

Policial

Comentários