Publicidade

Publicidade

Fale Conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Vídeos

TV Diário do Sertão

Mais Acessadas

Pesquisar

Ceará já registra redução de mais de 50% nos homicídios em 2019

Com esse resultado, que é melhor desde 2010, quando houve o registro de 911 CVLIs no período, o Estado chega ao seu 14° mês de queda, e Fortaleza ao seu 15° - Foto: Ascom SSPDS

Até maio de 2019, o Ceará já reduziu, em 53,2%, os números de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) em todo o seu território. Se comparado aos mesmos meses do ano passado, os dados correspondem a 1.061 vidas salvas. Nos cinco primeiros meses de 2018, foram 1.996, contra 935, neste ano. Com esse resultado, que é melhor desde 2010, quando houve o registro de 911 CVLIs no período, o Estado chega ao seu 14° mês de queda, e Fortaleza ao seu 15°. Os dados são da Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública do Estado do Ceará (Supesp), órgão vinculado à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Em Fortaleza, a SSPDS registrou a maior diminuição no índice criminal no acumulado do ano. Com uma redução de 58%, a Capital foi de 659 para 277 CVLIs. Em seguida, vem o Interior Norte, com uma retração de 54,6%, indo de 383 para 174. Já a Região Metropolitana, foi de 604 crimes de morte, em 2018, para 295 neste ano. Com esses números, o território registra uma queda de 51,2%. E por fim, o Interior Sul, que reduziu 46% os CVLIs, caindo de 350 para 189.

O balanço positivo de 2019 se deve principalmente às ações estratégicas da pasta nos territórios que mais concentravam esse tipo de crime, à integração entre instituições, e à inserção de pesquisadores de universidades na construção de novas ferramentas tecnológicas. O emprego de soluções tecnológicas aliadas a uma gestão inteligente desses recursos e os investimentos, nos últimos quatro anos e meio, de mais de R$ 2 bilhões em aquisições de armas de fogo, coletes balísticos, viaturas, novas aeronaves, formação continuada dos profissionais de segurança e ingresso de novos servidores também são apontados como os principais motivos para os resultados positivos que vêm sendo alcançados.

O secretário da SSPDS, André Costa, destacou inclusive o envolvimento de outras instituições nas estratégias que resultaram na melhoria dos índices. “É um resultado que mostra um progresso no trabalho da segurança, sempre apoiado pelas diversas outras instituições, como é o caso da Prefeitura de Fortaleza. Destacando também, que além do trabalho da Polícia, há ainda a atuação do Sistema Penitenciário nessa redução. E continuaremos assim, levando o nosso trabalho com seriedade e muito empenho para darmos sustentabilidade a esses dados”, disse.

Resultados maio

De acordo com os levantamentos feitos pela Geesp, maio apresentou uma média diária abaixo de seis vítimas diárias no Ceará. Já em Fortaleza, essa média foi abaixo de duas vidas. Duas Áreas Integradas de Segurança no Estado (AIS) zeraram a estatística de CVLI no quinto mês de 2019, sendo a AIS 8 em Fortaleza (Barra do Ceará, Cristo Redentor, Floresta, Jardim Guanabara, Jardim Iracema, Pirambu e Vila Velha); e a AIS 22 do Ceará (Aiuaba, Arneiroz, Catarina, Mombaça, Parambu, Piquet Carneiro, Quiterianópolis e Tauá), que pelo terceiro mês seguido não registra nenhum CVLI em seu território.

Em maio, o Estado registrou uma queda de 52,4% nos CVLIs, indo de 372 mortes para 177. No total, foram 195 vidas salvas no Estado durante no quinto mês do ano. O maior percentual de redução foi contabilizado no Interior Norte, com -67%, indo de 97 casos para 32. Em seguida, vem Fortaleza, a redução foi de 53,7%, caindo de 121 para 56. Na Região Metropolitana da Capital, a queda foi de 42,3%, reduzindo de 97 para 56. Já o Interior Sul, foi de 57 para 33, correspondendo à queda de 42,1%.

Ascom SSPDS

Ceará

Comentários